domingo, 6 de março de 2016

70 anos : - Cheguei.....

Por Silvia Beraldo Masutti  ( nas comemorações dos seus 70 anos)

Parece brincadeira...não estou querendo acreditar, não, mas é isso aí! Os fios do cabelo branco cada dia mais finos.. e mais brancos... e mais ralos. Sabe quando fica aquele  rosadinho  no alto da cabeça, entre os fios de cabelo? Pois é.....  Nem as rugas, aliás muito mais fundas do lado esquerdo do rosto por conta do sol em todo o tempo que dirigi sem  protetor solar, incomoda tanto quando me vejo no espelho. O  “bração!” se instalou de tal maneira que não há exercício que resolva....   Verruguinhas  incontáveis  se esgueiram sei lá de onde pelo meu pescoço e colo.....  Nomes  me somem com frequência: sabe aquela história de velhinho  que vive dizendo assim: - “sabe aquela???? Aquela!!!!!???” -, então.. é verdadeira. Nomes de bairros, de ruas, de artistas em geral, de escritores, de livros, de flores e até de legumes  desaparecem às vezes, num ato de pura rebeldia contra minha sanidade.  O frio do inverno , que sinto com maior intensidade a cada ano, me deixa de mal humor ; o calor do verão, por cuja chegada eu anseio todo o tempo, me deixa cansada, fazendo  com que as pernas pesem toneladas e os pés pareçam imensos.
Comprar roupas também vai se tornando um problema.... Tenho sentido dificuldade em gostar de qualquer coisa mais discreta, mais compatível com a idade.... Sei que preciso dar um up grade  no visual....  Vou pensar nisso...

Mas por dentro..... dentro de mim mudei muito pouco. Talvez eu tenha ficado um pouco mais tolerante, mais paciente, mais compreensiva... sei lá!  Junto com isso, um certo senso de justiça se exacerbou e uma certa  desconfiança inicial em relação à imprensa, governantes e políticos em geral e formadores de opinião em particular anda se tornando  em  uma volumosa birra, pura e simples . 

Procuro, porém, preservar em mim o amor  à vida e às pessoas, especialmente à minha família. Um por do sol e mesmo uma brisa fresca tocando meu corpo me faz feliz. Um carinho e um sorriso dos netos  são bens preciosos  .Agradeço imensamente a Deus pela vida do meu marido, companheiro que está ao meu lado sempre, mesmo em meus “pitis” . Também rendo graças a Deus pelas vidas dos meus quatro filhos e pelas suas famílias.  Ainda tenho sonhos e  aguardo a realização deles. Exceções ficam por conta de viagens  um pouco mais longas:  decidi que não vou mais me sujeitar à turbulências que me deixam desconfortável.

Procuro aprender coisas novas, embora  me sinta meio preguiçosa, às vezes.  Tento até fazer um pouco de crochê e tricô, mas quem me conhece bem sabe que eu jamais tive habilidade manual... nunca fui capaz de fazer direito nada disso.  Leio bastante, mas só o que me agrada: chega de autores existencialistas, chega de dramas, chega de política. O que eu gosto mesmo é de um bom autor policial. Aprendi há muitos anos que passar longe das novelas só me faz bem, então eu curto mesmo as séries e filmes feitos para TV.  Aprendi  que caminhar e alongar faz bem, então eu me dedico a essa atividade  com uma certa regularidade. Aprendi a comer com equilíbrio e parcimônia, e estou me  sentindo bem com isso. Ouço música  e, confesso, adoro ouvir música gospel de bom gosto.  Amo a Palavra de Deus, porque é na Bíblia que encontrei respostas a todas minhas questões existenciais....Creio no amor de Deus, e acima de tudo, creio que Jesus Cristo é a única porta para a salvação, a única porta para a esperança  de uma vida de paz, a se estender além da morte.

A vida vai se afunilando e , se de um lado os dias transcorrem como água de lagoa em dia de calmaria, por  outro esses mesmos dias se revelam  únicos, cheios de ricas surpresas... Não sabemos como será o dia de amanhã, mas espero viver muito ainda e celebrar a vida por muito tempo ainda. 

2 comentários:

  1. Só tenho que agradecer. Gosto de escrever e já conhecia o blog. Estou me sentindo super honrada pela acolhida.

    ResponderEliminar