quarta-feira, 3 de maio de 2017

Programa Newstar - Qualidade de Vida


Faça a sua inscrição através do números: 

Los Angeles

Depressão

Faça a sua inscrição no site: 

http://www.medicinapreventiva.pt/


Chicago

Exercício Físico e Demências

Resultado de imagem para idoso exercicioOs benefícios da actividade física também são importantes no desenvolvimento cognitivo da pessoa idosa. Para Negreiros (2007) “o envelhecimento do sistema nervoso […] constitui um dos maiores desafios clínicos no actual estágio científico”. O retardamento das perdas das funções de aprendizagem no sénior pode ser devido à actividade física. Segundo esta linha de pensamento o exercício físico periódico actua como chave primordial que retarda as causas do envelhecimento, principalmente no que se refere às funções cognitivas.
Os idosos que praticam actividades físicas apresentam mais irrigação sanguínea no cérebro e um menor grau do declínio das funções cognitivas comparado com idosos sedentários. Laurim (apud Negreiros 2007) indica que “pesquisas actuais mostram que actividades físicas como caminhar e praticar desportos representam um significativo factor de protecção para prejuízos cognitivos e o surgimento de demências”.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Envelhecer

Resultado de imagem para envelhecerEm todos os países do mundo nota-se um aumento considerável da população idosa e por isso surgem novos desafios. Tornou-se obrigatório criar e desenvolver meios para proporcionar aos idosos melhor qualidade de vida e um modelo de envelhecimento onde sejam garantidas condições de integração social e que potencie um envelhecimento saudável em todos os seus aspectos. Partindo do pressuposto de base que cada indivíduo é um ser único e singular, cada um tem uma forma específica de envelhecer e tendo em vista que, conforme salientou Brize e Vallier (1985, pag.56) e Joaquim Marújo ( 2009, 2010, 2011)  “o envelhecimento começa […] imediatamente após a fecundação do óvulo”, pode-se entender que o envelhecimento é um processo contínuo que se desenvolve ao longo da vida sendo uma das características do ser vivo. 

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Má Digestão, o que fazer?

Resultado de imagem para digestão
Até aos dias de hoje existe um grande mito sobre o que devemos fazer ou não durante o processo da digestão. Lembro-me ainda quando era criança que as pessoas mais adultas diziam que era perigoso até mesmo cortar o cabelo ou as unhas a seguir a refeição. A superstição era tamanha que não colocava nenhuma hipótese de se fazer uma boa caminhada logo a seguir à refeição. Afinal, o que é mito e o que é benéfico entre o exercício físico e o bom funcionamento do sistema digestivo?
Deixo-vos o conselho escrito no fim do séc XIX que tem trazido alívio a muitos: “O exercício é salutar aos dispépticos, pois fortalece os órgãos da digestão. Empenhar-se em difícil estudo ou exercício físico violento imediatamente depois de comer impede o trabalho digestivo; mas um pequeno passeio depois da refeição, com a cabeça erguida e os ombros para trás, é de grande benefício (…). Tal exercício seria, em muitos casos, melhor para a saúde do que drogas. A Ciência do Bom Viver pág. 240. 
Certamente que o leitor agora irá olhar numa nova perspetiva sobre como poderá beneficiar de uma digestão menos turbulenta, acrescentando à sua dieta uma caminhada moderada, tendo em atenção o controlo da postura e da respiração a fim de ajudar o aparelho digestivo a fazer um trabalho por excelência.

Tensão alta

Resultado de imagem para heart healthA tensão alta deriva da pressão exercida pelo sangue nas paredes dos vasos condutores. Há quem afirme que tensão alta é um alerta que o coração está a precisar de trabalhar mais para conseguir assegurar o bombeamento do sangue. Essa pressão por sua vez, ao longo dos anos, causa danos nas paredes dos vasos, o que deteriora o bom funcionamento do sistema cardiovascular. Atividades como ciclismo, caminhada, natação e todos os exercícios aeróbios trazem um grande benefício para o bom desempenho do sistema cardiovascular uma vez que toda a aparelhagem desse sistema é beneficiada, trazendo desta forma mais vida e mais vigor para todo o corpo. 
Entretanto é preciso cautela e bom senso. Consulte o seu médico antes de iniciar uma rotina de exercício físico ou prática desportiva. Faça uma avaliação física e cardíaca para escolher que tipo de exercício será melhor adequado para a manutenção e  prolongamento da sua saúde!

A Oxigenação Sanguinea e a Saúde

Resultado de imagem para heart healthNa dinâmica da oxigenação sanguínea, o coração bombeia o sangue até aos pulmões onde este é oxigenado e levado a todos os tecidos. Quando o sangue regressa ao coração está fraco de oxigénio. Então o coração volta a bombear o sangue para os pulmões e o ciclo repete-se. Quando nos exercitamos, tanto o coração como os pulmões são levados a trabalhar com mais vigor, o que permite uma oxigenação mais eficaz.

A grosso modo a atividade hemodinâmica está relacionada com a força exercida pelo coração, a fim de assegurar a circulação do sangue em todo o sistema cardiovascular. Nesse trânsito, o acúmulo de colesterol pode ser uma má combinação. O exercício físico constante, permite ao corpo transformar gorduras em energia. O HDL, que muitos chamam de colesterol bom, leva gordura para o fígado onde ela é eliminada. Desta forma o volume de triglicéridos no nosso corpo reduz-se drasticamente.

Sistema Cardiovascular

Resultado de imagem para circulação sanguineaDe acordo com a definição do livro Fisiologia do Exercício, O sistema cardiovascular “é uma conexão direta entre uma bomba, um circuito que gera alta pressão com canais de trocas de nutrientes e um sistema de coleta e retorno que exerce baixa pressão sobre o organismo”. Os elementos principais de ação neste sistema tão intrigante são nomeadamente o coração, os vasos sanguinos e o sangue. As veias, artérias e os vasos capilares, que fazem parte dos vasos sanguíneos, cobrem todo o nosso corpo numa extensa rede de ligações formando desta forma as vias condutoras do sangue.
Algumas das principais funções do Sistema Cardiovascular são: alimentar o corpo com nutrientes, oxigenar todo o organismo até nas suas regiões mais periféricas, assegurar o controlo de temperatura e, através da atividade hemodinâmica, garantir a filtragem dos metabólicos controlando tanto a pressão arterial como a frequência cardíaca.
Todos já ouvimos falar que o exercício é ótimo para o coração.  Mas como poderemos beneficiar todo o sistema cardiovascular através da prática do exercício físico?
Um coração fraco bombeia menos sangue para o corpo. O que encontramos aqui é o fenómeno do “débito cardíaco”. A prática do exercício revigora os músculos do coração e permite, desta forma, que o fluxo de sangue supra as necessidades de irrigação do corpo. Através de uma irrigação satisfatória os nutrientes essenciais chegarão a todas as partes do corpo.

Como desenvolver boa circulação sanguinea

Resultado de imagem para circulação sanguinea
Quando nos exercitamos, toda a nossa corrente sanguínea entra em ação. Se nos exercitarmos regularmente, o nosso sangue circula com maior fluidez por todas as áreas do nosso corpo, inclusive as zonas mais periféricas. Uma das funções do sangue é providenciar nutrientes e boa oxigenação para as células. Desta forma elas ficam mais saudáveis e mais alertas para combater os invasores. Uma vez que, para além de outros meios, os leucócitos circulam através do corpo a partir dos vasos sanguíneos, a manutenção das trincheiras do nosso corpo será muito mais eficiente se a circulação sanguínea for muito mais ativa.
Essa questão tem-se tornado tão seriamente estudada que a US National Library of Medicine tem editado artigos a confirmar que, nos indivíduos que praticam exercício físico, as células produzem anticorpos mais eficazes e ao mesmo tempo as células do Sistema Imunitário circulam com muito mais fluidez através do sangue. Desta forma, o corpo tem mais capacidade para combater enfermidades antes da sua proliferação. Está nas suas mãos, ou melhor, nos seus ténis, assegurar a saúde do seu corpo!